Acontece Liceu


Mês da Mulher: A luta das mulheres – Irmã Dorothy Stang

Por - 26 de março de 2021

Na semana do dia internacional da mulher, os alunos do Ensino Médio do Liceu Salesiano foram levados a refletir a data do 8 de março não como exatamente comemorativa, uma vez que os dados sobre a violência contra a mulher, seja ela física, verbal, patrimonial, sexual, moral e psicológica são alarmantes no Brasil. Nas aulas de História, os estudantes refletiram como a caminhada da mulher se caracteriza como pertencente a um grupo historicamente invisibilizado e silenciado, já que sua luta se dá, sobretudo, pelo reconhecimento da dignidade humana da mulher desde os tempos da Revolução Francesa no século XVIII que previa nosso modelo atual de formação de um estado de direito – o estado em que se tem direito a ter direitos -, contudo não incluía as mulheres neste projeto.

A luta das mulheres percorre a História não apenas pelo engajamento em busca de seus direitos, bem como a transformação social em vários aspectos. Um exemplo notório é a da Irmã Dorothy Stang (1931-2005), missionária católica da Congregação das Irmãs de Notre Dame de Namur, norte-americana, naturalizada brasileira, que se destacou por sua atuação na CPT (Comissão da Pastoral da Terra) junto aos camponeses pobres de Anapu-PA, contestando a estrutura do latifúndio ao negociar com o governo brasileiro a implantação dos PDS (Projeto de Desenvolvimento Sustentável) que assentou dezenas de famílias na região, a partir de 2002, para o cultivo sustentável e produtivo da terra e, indiretamente, emancipando muitas mulheres chefes de famílias monoparentais que, em outras circunstâncias, ficariam à míngua com seus filhos.

Infelizmente, Irmã Dorothy pagou com sua vida ao desafiar interesses historicamente inabaláveis, ao ser assassinada com 5 tiros à queima roupa no dia 12/02/2005 a mando de fazendeiros locais. Todavia seu legado de luta pelos mais pobres e ideal de que a terra é a fonte de vida para o povo de Deus jamais foram abandonados.

Professora Juliana Lopes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *